segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Carta a meu irmão CODA, Josué

Escrever uma carta a vc, contanto a minha trajetória é muito interessante pra mim. Além de ser meu irmão CODA, tem se interessado a pouco tempo em participar dessa vida que já estou engajada a algum tempo.

Posso sempre contar sempre com vc para as coisas e estou muito feliz com isso. Vou te contar algo da minha trajetória... vai me ajudar muito compartilhar com vc minhas experiências.

A pergunta que me faço é se comecei desde cedo, afinal, sou filha de surdos e isso constitui como lido com toda a minha vida profissional. Sempre fui muito cobrada desde cedo a dar conta de coisas que não queria dar, mas vislumbrava sempre algo mais.

Nunca quis ser professora na minha vida. A minha primeira profissão no pré II, era ser juíza enquanto as minhas colegas queriam ser professoras "igual a Tia Valéria". E crescendo, queria ser escritora, queria ser bailarina (hahahahahaha), mexer com engenharia genética, ser modelo, ser atriz, ser algo ou alguém...

Acabei professora!!!! De surdos ainda...

Então me dediquei a ser a melhor professora porque era totalmente contra o oralismo. Mas na minha época, ser contra o oralismo era como dar um tiro no pé e ficar sem emprego. Só não fiquei porque dava aulas particulares e depois, consegui trabalhar na prefeitura com o meu magistério.

Não posso deixar de mencionar duas situações importantíssimas na minha vida: a Carol, uma aluna minha, que comecei a construir alguns conceitos com ela ( nas minhas aulas particulares) e a Prefeitura Municipal de Vitória, onde iniciei minha carreira de professora de surdos. A PMV foi o primeiro lugar a me dar guarita quando precisei crescer. E a acreditar no meu trabalho e na minha proposta.

E sempre, estudei muito. Vc sabe que sou muito leitora. Ler, ler e ler. Não sei sinceramente se isso é benção ou maldição. Benção, porque sou viciada e preciso ler para alimentar meu vício ou maldição, porque começamos a ficar muito sabidos e isso incomoda. Chamar atenção incomoda as pessoas e me incomoda tb.

Vc nem imagina como me incomoda!!! Saber que algumas pessoas se incomodam com o conhecimento. Mas me alivia saber que a maioria tb quer crescer e muito. Isso me alivia e me alimenta.

Jo, comecei assim. Trabalhando, lendo e testando os meus conhecimentos. Não dá pra falar da minha trajetória profissional e desvinculá-la da acadêmica. Estão interligadas. Sou o que sou pela minha trajetória acadêmica. Pela minha luta e meu trabalho na academia. Convencer a academia foi a maior vitória minha como profissional. Passar no mestrado num lugar onde meu discurso incomodava (vc sabe que sempre fui um pouco contra a inclusão que está sendo posta) foi uma benção de Deus, depois de ter ficado reprovada. Ouvir pessoas dizerem: "minha nossa... se essa menina passar no mestrado... aiaiai..."; é um desafio maior ainda e me alimenta mais e mais. Enfim, confiar em Deus e estudar é o segredo de, por exemplo, criar em Vila Velha uma escola pólo como foi feita e bancar isso. Dizer que o surdos devem estudar juntos porque eles com ouvintes não dá sem que alguém saia perdendo. Foi a maior experiência prática da minha vida. Sobre ela eu conto mais depois pra vc.

E por fim, estou hoje no doutorado e enfrentando uma nova caminhada: formação de professores tanto em nível de graduação quanto na formação continuada. Isso é maravilhoso!!!! E escrever te contando isso é mais ainda. Mas pode deixar que assim que der, te conto mais coisas.

Um abraço e até a próxima carta.

Lu (sua irmã CODA)

6 comentários:

  1. Miga linda... Tô em êxtase... Linda sua carta... Profunda e com a marca indelével da Lu que conheci virtualmente faz tantos anos e que em tempos de Letras-LIBRAS abracei naquele auditório... Nó! Vc sabia q foi o Super Léo Lúcio q fez minha inscrição e já apaixonei por ele de cara e o convidei para vir com a esposa em minha rocinha.. rsrs* :)) Linda! O segredo ñ sei se é esse daí, mas certamente o amor q vc deposita nas coisas q faz, a paixão como fala de tudo... é lindo, muito mais que lindo até... beijos sinalizados da Valval.

    ResponderExcluir
  2. É muito engraçado vc falar que nem sabe que se ler pra vc é benção ou maldição, kkkkk!!!!!! mas minha queridinha vc sabe que foi uma benção eu ter te ensinado a gostar de ler, pq senão vc não estaria ai passando estes seus conhecimentos para nós...
    parabéns!!!vc é uma vitoriosa..
    bjs
    Lucy

    ResponderExcluir
  3. Verdade! Foi vc que me ensinou o gosto pela leitura!!!! Não posso esquecer isso jamais!

    ResponderExcluir
  4. Caramba, muito legal!

    Nunca pensei que voce pensou em ser Engenheira! HauehauehaeuhaeuH!

    Quem sabe eu nao vire professor ein! Mas tenho em mente a Engenharia ainda!!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. AMIGA...AINDA NÃO ME CONHECE MUITO MAS TERÁ O PRAZER NO DECORRER DO CURSO, MAS ACHEI ADMIRÁVEL A SUA COLOCAÇÃO DAS PALAVRAS, PERCEBI O QUANTO É ESPECIAL.BJS NO CORAÇÃO TELMA.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir