sábado, 12 de dezembro de 2009

O brilhantismo das diferenças

A disciplina de Libras contribuiu de maneira importante em minha vida pessoal e acadêmica. Perceber as narrativas e experiências de surdos me fez olhar para essa pessoas com mais sensibilidade e menos preconceito e perceber que apesar de terem limitações isso não é sinônimo de deficiência.

Aliás como é difícil para as pessoas entenderem isso. Ás vezes digo a alguns amigos: " Fulano de tal é feliz do jeito que é, não sofre por ser surdo. A cultura surda é muito rica, interessante. Eles são pessoas normais, saem, se divertem, fazem faculdade, namoram, casam, tem filhos, uma vida normal e são mais inteligentes que você!" - eu brinco. Mas fico surpresa em saber como várias pessoas acham isso um absurdo, se perguntam como uma pessoa pode ser feliz sem ouvir as outras pessoas, tendo que fazer gestos com as mãos para se comunicar.

O brilhantismo da vida esta ai, nas diferenças. Porque não aceitar a condição do outro no mundo? Porque temos que ser todos iguais; falar, pensar, viver do mesmo jeito? Para mim, pensar dessa forma é regredir na vida.
Estudar Libras é abrir a mente para estas questões, é proporcionar que futuros pedagogos e educadores sejam semeadores de uma nova maneira de educar, contenplando toda a diversidade humana existente.

Por Isabelle Bueno
Pedagogia UFES

Nenhum comentário:

Postar um comentário